1° Gene UNILEÃO

Sexta-Feira - 23/11/2018


Este evento ocorreu no dia 23 de Novembro de 2018

No dia 23 de novembro de 2018 aconteceu o 1° Gene unileão, com as turmas do 2° semestre de enfermagem manhã e noite, no centro universitário Doutor Leão Sampaio, foi uma amostra de artes e esculturas relacionado a genética, envolvendo os seguintes temas:

Síndrome de Marfan que é uma doença hereditária que afeta o tecido conjuntivo responsável pelo fortalecimento das estruturas do corpo. A doença geralmente atinge mais o coração, os olhos, os vasos sanguíneos e também o esqueleto. Pessoas com essa síndrome geralmente são altas e magras, com braços, pernas e dedos desproporcionalmente longos. É uma doença autossômica dominante, isso significa que apenas uma mutação em um dos apelos cromossômicos é necessária pra que haja manifestações clínicas dos sintomas.

Projeto genoma humano que teve por objetivo mapeamento do genoma humano, e a identificação de todos os nucleotídeos que o compõe. O projeto foi fundado em 1990.

Síndrome de Down é uma condição cromossômica acusada por um cromossomo extra no par 21. Crianças e jovens portadores da síndrome tem características físicas semelhantes e estão sujeitos a algumas doenças. A trissomia 21 é um acidente genético que ocorre no momento da concepção em 95% dos casos.

A síndrome de Turner ocorre quando o par de cromossomos X não é normal, podendo apresentar um cromossomo X ausente ou parcialmente ausente. Pode causar uma variedade de problemas médicos e de desenvolvimento, incluindo baixa estatura, a incapacidade de iniciar a puberdade, infertilidade, malformações cardíacas, certas dificuldades de aprendizagem e problemas de adaptação social.

Terapia gênica é a forma de tratamento que consiste na transferência de material genético exógeno para dentro de células de um indivíduo, objetivando conferir um benefício, melhorar alguma função defeituosa ou sanar alguma deficiência causada por um gene anormal.

Hipertricose conhecida por “Síndrome do Lobisomem” e “Síndrome de Ambras”, a hipertricose é uma doença autossômica, em que normalmente o pai ou a mãe do paciente também tem a doença. Esta mutação genética tem como característica o crescimento excessivo de pelos, além se ser extremamente rara.

A programação foi encerrada com música ao vivo na noite do dia 23 de novembro na unidade Saúde da UNILEÃO, tendo como objetivo apresentar todos os projetos para trazer mais conhecimentos aos alunos. O Projeto foi coordenado pelo Professor José Junior Aguiar.





Categorias: Enfermagem |