Aluno da Unileão se classifica para o Brasileiro de Muay Thai

Terça-Feira - 07/05/2019


Estudante do 2º período de Direito foi vice-campeão do Campeonato Cearense de 2019.
 
Cursando o 2º período de Direito no Centro Universitário Doutor Leão Sampaio, Antônio Lucas Siebra Peixoto deixou os livros de lado por um breve momento para, com apoio da Unileão, se sagrar vice-campeão do Campeonato Cearense de Muay Thai Esportivo de 2019, que ocorreu em abril, na cidade de Fortaleza (CE). A colocação rendeu ao atleta a oportunidade de disputar a competição nacional da modalidade. O evento está previsto para acontecer em setembro, no estado do Espírito Santo.
 
Há seis anos sem lutar, Lucas Peixoto comemorou o resultado e disse ter criado ânimo para se esforçar mais nos treinos. “Mesmo não tendo sido campeão, a classificação me deixou confiante para treinar e buscar o título brasileiro”, afirmou Lucas, que treina há nove anos e é grau preto no Muay Thai, sendo graduado pela FCMTE e CBMTB. O atleta também é professor e dá aulas da arte marcial há cinco anos.

Apoio

Para o atleta, receber o auxílio de empresas como a Unileão foi um diferencial que o motivou a dar o melhor de si dentro do ringue. “O apoio foi de extrema importância, tanto no financeiro como no psicológico, pois jamais imaginei que uma empresa tão grande fosse acreditar no meu potencial, me motivando ainda mais a buscar a vitória”, enfatizou.

Competições

Antes de participar do Campeonato Brasileiro de 2019, que é classificatório para o Mundial de 2020, Lucas competirá no torneio interestadual de Kung Fu, na modalidade Sanda (Boxe Chinês), semelhante ao Muay Thai, mas com algumas restrições técnicas em comparação com a arte marcial tailandesa. O evento acontecerá nos dias 25 e 26 de maio, na cidade de Nova Olinda (CE). No dia 7 julho, o atleta também competirá no 1º Open Fight de Assaré (CE).

Preparação

Para voltar a competir em alto nível e aumentar a chance de conquistar títulos nos eventos, o aluno do curso de Direito da Unileão está passando por uma preparação que, segundo ele, “exige muito do físico e da mente”. O atleta treina musculação e Muay Thai quatro vezes por semana, dividindo os treinos da arte marcial em dois dias de técnica e dois dias de sparring com o treinador Loro Santana.


Categorias: Direito | Educação Física | Notícia |