Medicina Veterinária adere à campanha do Abril Laranja

Segunda-Feira - 08/04/2019


Estimativas apontam que há mais de 200 milhões de cães abandonados no mundo.

Os meses do ano têm sido uma oportunidade de oficializar lutas humanitárias. Dessa forma, o mês de abril é dedicado à prevenção da crueldade contra os animais, com a campanha do “Abril Laranja”.

O curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (Unileão) adere à causa durante todo o ano, promovendo ações constantes de conscientização dos alunos e do público em geral sobre cuidados com os animais.

“Quando falamos em animais, devemos levar em consideração todas as espécies. Então, é nossa obrigação denunciar quando vermos um animal sendo maltratado. Qualquer um que seja, nosso ou não, doméstico ou selvagem, pequeno ou grande, de raça ou ‘vira-lata’”, ressalta a coordenadora do curso, profa. Juliana Almeida.

Ações da Unileão

Entre as atividades realizadas pelo curso de Veterinária da Unileão, estão as campanhas de vacinação antirrábica em parceria com órgãos públicos da região do Cariri e projetos em defesa de animais domesticados em situação de abandono.

O Bazar Beneficente e Feira de Adoção, que já tem duas edições, arrecada dinheiro para o projeto Vida de Cachorro, da cidade de Brejo Santo (CE). Na ocasião, professores e alunos do curso dão orientações sobre adoção responsável ao público externo, bem como falam sobre a área da Medicina Veterinária aos interessados.

 

Neste mês de abril, a II Cãominhada será uma ação realizada em parceria com o curso de Educação Física. O objetivo é conscientizar as pessoas sobre os maus-tratos contra animais, o risco da transmissão de doenças e estimular a prática de atividade física.

Dados do abandono

A Associação Mundial de Veterinária, do inglês The World Veterinary Association (WVA), estima que existam mais de 200 milhões de cães abandonados no mundo. Ainda segundo a WVA, a população de cães de rua é formada por aqueles perdidos, abandonados, ferozes – que adquiriram natureza selvagem –, ou que foram intencionalmente deixados soltos por longos períodos pelos seus donos.

No Brasil

Maltratar animais é crime no Brasil. A Lei Federal nº 9.605/98, de Crimes Ambientais, prevê, no Artigo 32: “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, é crime”.

“Devemos agir imediatamente em defesa dos animais e denunciar o agressor. As providências são em qualquer situação, mesmo que ele ‘pertença’ a um parente, a um vizinho ou a um desconhecido”, pontua a profa. Juliana.



Categorias: Medicina Veterinária | Notícia |