Unileão conscientiza comunidade acadêmica sobre cuidados com a saúde auditiva

Sexta-Feira - 08/11/2019


Instituição assegura inclusão de pessoas com deficiência auditiva que desejam ter acesso ao Ensino Superior.

No dia 10 de novembro é comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez. Instituída em 1997, a data faz parte do calendário oficial do Governo Federal e tem como objetivo a conscientização das pessoas sobre a importância do cuidado com a saúde auditiva. Engajado com a causa, o Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (Unileão) conscientiza sua comunidade acadêmica sobre o tema com uma campanha em alusão à data.

Como proteger sua audição

Segundo a Sociedade Brasileira de Otologia, cerca de 30% a 35% das perdas de audição são causadas pela exposição a sons intensos. A prevenção e o diagnóstico precoce são as formas mais eficazes de combate à surdez. Cuidados simples podem evitar perdas irreversíveis na audição, como:

• Evitar a exposição a ruídos acima de 85 decibéis;
• Não colocar cotonetes até o fundo dos ouvidos;
• Não ficar exposto a sons altos por mais de 8h diárias;
• Não usar fones de ouvido com volume acima de 50% do total;
• Procurar um médico especialista em caso de dúvida ou suspeita de surdez.

Inclusão pela educação

Com uma política de educação inclusiva, o Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (Unileão) assegura a igualdade nas condições de participação e permanência dos alunos com deficiência na Instituição.

Na Unileão, a disciplina de Libras faz parte do currículo acadêmico das graduações da Instituição e visa oportunizar uma comunicação efetiva no atendimento a pessoas com deficiência auditiva.

Entre os milhares de profissionais formados pela Instituição está a egressa do curso de Serviço Social Gisele Pereira. Ela tem deficiência auditiva e assistia às aulas com um intérprete de libras disponibilizado pela Unileão.

“A Gisele era uma ótima aluna, muito inteligente e que nunca reprovou. Depois que se formou, já fez mestrado e passou em concurso público”, conta orgulhosa a coordenadora do curso, profa. Márcia Teotônio.



Categorias: Notícia |