Unileão participa de Encontro Caririense de Psicologia

Segunda-Feira - 02/12/2019


Evento ocorreu no dia 27 de novembro e contou com a presença de professores, alunos e egressos do curso de Psicologia da Instituição.

No dia 27 de novembro, o Conselho Regional de Psicologia da 11ª Região promoveu, com o apoio do curso de Psicologia da Unileão e de outras instituições, o Encontro Caririense de Psicologia. O evento ocorreu na E.E.E.P. Raimundo Saraiva Coelho, localizada na cidade de Juazeiro do Norte, e teve como tema “Racismo, sofrimento psíquico e subjetividade: o papel da Psicologia”.

O Encontro contou com a presença de professores, estudantes e egressos do curso de Psicologia da Unileão. “É uma temática importante para a Psicologia enquanto área que atua na defesa dos Direitos Humanos”, comenta a profa. Flaviane Troglio, coordenadora da graduação do Centro Universitário Doutor Leão Sampaio.

“É muito importante abrirmos a discussão sobre o racismo e trazermos para a realidade da nossa profissão”, aponta Nágela Evangelista, conselheira presidenta do CRP 11. A psicóloga apontou, ainda, a importância da presença de estudantes e profissionais da área em espaços de debate sobre o assunto.

“É necessária a criação de espaços que debatam sobre as relações raciais”, comenta a psicóloga convidada, Gioconda Sousa. A palestrante reforçou a importância do comprometimento das instituições de ensino superior com a inserção dessas discussões nas grades curriculares dos seus cursos.

“Estudantes de Psicologia necessitam discutir sobre o racismo”, afirma Carlos Menescal, aluno do terceiro semestre do curso de Psicologia da Unileão. “Nós iremos trabalhar com o assunto no futuro, enquanto profissionais, porque o racismo causa sofrimento psíquico, causa discriminação, então, é indispensável que nós conheçamos a temática”, conclui.

“Essa discussão precisa surgir desde a graduação”, reforça a professora do curso de Psicologia da Unileão Moema Alves, uma das articuladoras do Encontro. “A Unileão vem sendo uma grande apoiadora de todas as políticas públicas que o município e entidades tem criado para o combate da desigualdade racial. Assim, a Instituição mostra que ela busca não somente formar profissionais capacitados para o mercado mas, também, cidadãos comprometidos com as causas sociais”, completa a docente.



Galeria de imagens


Categorias: Psicologia |