Unileão tem ações voltadas à promoção de saúde mental

Segunda-Feira - 09/09/2019


Tema é abordado na campanha do Setembro Amarelo.

O suicídio é uma das principais causas de morte no Brasil e no mundo. A campanha do Setembro Amarelo, reforçada pelo Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, celebrado no dia 10 desse mês, vem se consolidando com o objetivo de diminuir e prevenir esses casos, através de ações realizadas por profissionais de áreas que lidam com a questão da saúde mental e por diversos segmentos da sociedade que abraçam a causa da prevenção ao suicídio.

No Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (Unileão), as iniciativas para a promoção da saúde mental de qualidade ocorrem durante todo o ano. O Serviço de Psicologia Aplicada (SPA) atua com atendimento subsidiado a toda a população, oferecendo plantão psicológico, psicoterapia de família e de grupo, ludoterapia, avaliação psicológica e psicoterapia individual.

“O SPA busca dar assistência aos alunos, colaboradores da Instituição e à comunidade externa, dando prioridade às pessoas em vulnerabilidade social, que necessitam de um amparo psicológico. O espaço possui caráter de responsabilidade social, prezando pela eficiência e qualidade, sendo um Centro de Referência em Psicologia, além de possibilitar a articulação entre pesquisa, extensão e ensino nas mais diversas áreas da Psicologia”, explica a coordenadora do curso de Psicologia da Unileão, profa. Flaviane Troglio.

O atendimento em plantão psicológico no SPA é realizado por ordem de chegada dos pacientes, sem a necessidade de cadastro prévio. Ainda segundo a profa. Flaviane, o objetivo do serviço é oferecer acolhimento e escuta a quem procura, em casos de urgência e emergência. O plantão funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 20h.

Dados

Cerca de 12 mil casos de suicídios são registrados todos os anos no Brasil. No mundo, são mais de um milhão. Desses, aproximadamente 96,8% dos casos foram relacionados a transtornos mentais como, por exemplo, a depressão e o transtorno bipolar.

Para tentar amenizar essa realidade, a Associação Brasileira de Psiquiatria, em parceria com o Conselho Federal de Medicina, organiza nacionalmente, desde 2014, o Setembro Amarelo.

Sinais de alerta

Ainda há muitas dúvidas acerca do momento ideal para procurar ajuda psicológica. Entretanto, a coordenadora e psicóloga Flaviane Troglio orienta: “A procura pelo auxílio do profissional de Psicologia deve ser iniciada em momentos de intensos e constantes sentimentos de tristeza, ansiedade, estresse, raiva, desânimo, como também quando a pessoa deixa de se sentir motivada e instigada na busca pela satisfação pessoal, profissional e social”.

Ela ressalta que a busca pelo cuidado da saúde mental deve ser primordial, não somente por quem está vivenciando um sofrimento intenso, mas também para manter uma boa qualidade de vida.

Debate na Unileão

O curso de Psicologia da Unileão promoverá, no próximo dia 18, o evento “Setembro Amarelo: Saúde Mental e Perspectivas de Cuidado”. O debate terá o objetivo de discutir o suicídio e sua prevenção na contemporaneidade de forma interdisciplinar e integrativa, abordando questões biopsicossociais, filosóficas, fenomenológicas e políticas. O evento será aberto ao público e ocorrerá a partir das 8h, no auditório do bloco A, no campus Lagoa Seca.

Além disso, a Liga Acadêmica de Fisioterapia Respiratória e Cardiovascular (LAFIRC) irá realizar, no dia 16 de setembro, duas palestras intituladas "‘Suicídio, uma epidemia silenciosa" e "Ansiedade no contexto social", a partir das 18h30, no auditório do bloco E, campus Lagoa Seca.

Serviço

Serviço de Psicologia Aplicada da Unileão (SPA)

Rua Ricardo Luiz de Andrade, 331, bairro Planalto – Juazeiro do Norte (CE)

Telefone: (88) 2101-1048



Categorias: Fisioterapia | Notícia | Psicologia |